BRANQUEAMENTO DENTÁRIO

Tratamento

É o procedimento que permite tornar os dentes mais claros, sem danos, desde que realizado na dosagem, tempo e frequência indicadas para o efeito, devendo por isso e, entre outros motivos, ter acompanhamento médico. O termo branqueamento não é exímio na sua semântica, pois sugere que os dentes fiquem brancos, quando na verdade eles ficam apenas mais claros, ou quanto muito, mais próximos da cor branca. Curiosamente, no Brasil utilizam o termo mais adequado de “clareamento”.

Para a sua execução é necessário o uso do agente branqueador, ou melhor dizendo “clareador”, que poderá ser peróxido de carbamida, ou peróxido de hidrogénio (água oxigenada). No entanto, devemos ter em conta que o H2O2 (peróxido de hidrogénio) é mais agressivo, já que em contacto com a saliva e fluídos se degrada em água e oxigénio, acabando por tornar o meio mais ácido, promovendo alguma desmineralização do dente.

Sendo por este motivo mais seguro e recomendável o peróxido de carbamida, que ao sofrer a decomposição, liberta menor quantidade de peróxido de hidrogénio, para além de ureia, que por sua vez vai contribuir para manter o pH em níveis neutros, diminuindo deste modo a possibilidade de desmineralizar os seus dentes. Exemplo: Para um peróxido de carbamida a 10%, liberta-se 3% de peróxido de hidrogénio e o restante de ureia, salvaguardando a sua estrutura dentária. A obtenção dos resultados depende da quantidade de horas e da frequência, bem como das condições fisiológicas do próprio doente que, naturalmente deverão ser analisadas pelo seu médico/a dentista. Neste caso o protocolo indicado seriam mínimo de 4 horas durante cerca de duas semanas consecutivas, tratando-se de um branqueamento externo de uso caseiro ou doméstico, que falaremos mais adiante. Esclarecido o efeito, apenas por uma questão linguística designarei Branqueamento.

O Branqueamento ocorre como resultado de uma reação química produzida pelos radicais livres de oxigénio que se libertam e conseguem quebrar as moléculas de pigmentos, que são moléculas de alto peso molecular, transformando-as em moléculas menores (oxidação) dentro da estrutura dentária (esmalte e dentina). Essas moléculas, agora de tamanho mais pequeno permitem maior refração e reflexão da luz conferindo ao dente uma aparência mais clara. Deduzimos que, em última análise o agente activo que produz o efeito de branqueamento não é, senão, o oxigénio. Para evitar hipersensibilidade e de acordo com o diagnóstico do médico, é frequente o recurso a uma dessensibilização prévia ao branqueamento ou logo após o mesmo, recorrendo ao uso de géis dentífricos cuja composição inclui uma percentagem de flúor adequada bem como de nitrato de potássio (2%) que permitem a remineralização do esmalte e portanto a dessensibilização resultando em maior conforto para o paciente.

Conheça os diferentes tipos de branqueamento realizados:

BRANQUEAMENTO EXTERNO (EM DENTES VIVOS/VITAIS)

Neste tipo de branqueamento é utilizada uma barreira gengival, para que o agente branqueador não entre em contacto com a gengiva ou tecidos adjacentes aos dentes de modo a evitar a sua irritação. Esta barreira não é mais do que uma resina injectável à base de metacrilato, fotopolimerizável que é colocada ao redor dos dentes de modo a isolá-los dos tecidos adjacentes. A resina endurece rapidamente com a luz do fotopolimerizador, sendo fácil a sua remoção após o acto clínico.

Caso por alguma eventualidade o produto branqueador trespasse a barreira ficando em contacto com os tecidos, existe um outro produto neutralizador à base de agentes anti-oxidantes que será imediatamente colocado na zona afectada. É por isso de extrema importância a atenção do médico assistente. Após a proteção dos tecidos (gengiva, lábios , mucosa) por esta barreira, passamos então à colocação do gel branqueador directamente na superfície do esmalte de cada dente. Este gel pode ser activado pela luz led ou laser ou mesmo só a natural visto que o responsável principal é o agente branqueador, constituindo a luz unicamente um acelerador do processo.

Habitualmente este tipo de branqueamento é bastante mais dispendioso, pelo tempo que obriga o médico a estar em consulta, mínimo de 45 minutos e os resultados são imediatos. No entanto, na Dentisaúde temos a cortesia de não o encarecer, pelo que tem exactamente o mesmo custo que o de uso caseiro, política nossa.

BRANQUEAMENTO INTERNO (EM DENTES NÃO VITAIS)

Existem casos em que os dentes desvitalizados começam a escurecer. Normalmente está relacionado com a libertação de pigmentos de hemossiderina que decorreram da degradação de restos de sangue, particularmente das hemácias a quando da desvitalização.

Nestes casos, existe a possibilidade de branquear o dente com agentes branqueadores internos que são colocados dentro do dente, abrindo uma cavidade no dente até à zona do seu selamento endodôntico e deixando-o permanecer até a uma próxima sessão que deverá ter lugar cerca de uma semana depois.

Três sessões costumam ser as suficientes nestes casos. A ponderação de fazer uma quarta cabe ao médico assistente, após avaliar a consistência do dente em questão. Neste casos usam se agentes à base de perborato de sódio e peróxido de hidrogénio a 20%.

BRANQUEAMENTO DE USO DOMÉSTICO OU CASEIRO

Nesta versão de branqueamento, o médico dentista faz uma toma de impressão (molde) a cada um dos maxilares em alginato de modo a que depois de corrido (enchido) a gesso fique com a réplica dos dentes do paciente em questão. A partir desse modelo de gesso é confecionada uma goteira de silicone com cerca de 1,5 mmm de espessura, na qual deverá ser colocado o agente branqueador em toda a goteira, não ocupando mais do que o terço oclusal de cada dente de modo que ao colocar, a sua distribuição não atinja os tecidos moles.

Este procedimento é realizado pelo doente em casa, podendo a goteira permanecer toda a noite ou umas horas (cerca de 4) durante o dia. Habitualmente uma semana é o indicado para obter os resultados pretendidos. A substância utilizada é como já referimos o peróxido de carbamida a 10 ou 16% dependendo dos casos.

IMPORTÂNCIA DO DIAGNÓSTICO REALIZADO POR UM MÉDICO/A DENTISTA

É necessário ter em conta que as manchas dos dentes podem ter diversas causas e é mediante a avaliação de cada caso que se decide a melhor intervenção para melhorar o seu aspecto. Assim podemos estar perante uma coloração natural, que será mais difícil de corrigir com o branqueamento do que por exemplo um escurecimento natural derivado do amadurecimento do próprio esmalte , pode ser decorrente do uso de medicamentos que provocam manchas típicas e que o médico saberá distinguir, como por ex o que advém da toma prolongada de tetraciclinas (antibiótico) durante o crescimento ou por ex da toma prolongada de fluretos origando as manchas típicas de uma flurose dentária.

Pode advir da necrose pulpar (morte do nervo do dente) ainda antes do dente ter sido tratado endodonticamente, iatrogenias, traumatismos material obturador, entre outros. Como facilmente se percebe é por isto muito importante a sua avaliação médica. Há ainda que ter em conta que a ingestão contínua de café, chá, vinho tinto, tabaco (agentes externos) também provoca pigmentação e às vezes uma higienização ou destartarização com complemento de jacto de bicarbonato de sódio (que faz sempre parte da que praticamos na nossa clínica) é suficiente para retirar as manchas e só se depois disso o paciente quiser os dentes mais claros, passamos ao branqueamento dentário.

Para além do mais é preciso ter muita cautela com os produtos disponíveis no mercado , que além de poderem não ser indicados no seu caso, podem mesmo ser corrosivos, particularmente aqueles que se precedem de gel ácido para obter resultados mais rápidos e se a espessura do seu esmalte for reduzida.

DURAÇÃO DO BRANQUEAMENTO DENTÁRIO

A duração do Branqueamento Dentário, depende da manutenção de cada um, nomeadamente na sua higiene e hábitos como a ingestão de café, chá, vinho tinto, tabaco, como já havíamos referido.

Em média duram cerca de dois anos, mas pode fazer um reforço uma vez por ano. Não se recomenda, no entanto, que faça mais que isso.

AGENDE A SUA CONSULTA

Horário alargado e facilidades no agendamento de consulta garantidos!